terça-feira, 17 de outubro de 2017

MORRE FREI FILHO DE IBICARAÍ

Frei Derivaldo de Jesus

O Frei Derivaldo de Jesus, 
filho de Ibicaraí, 
faleceu hoje em 
Itabuna, onde trabalhava
há quatro anos, na 
Paróquia Santa Rita de Cássia.

O corpo do Frei Derivaldo, será
velado na Paróquia Santa Rita, 
onde haverá uma Missa de
corpo presente, amanhã, 
às 9 horas.

Em seguida , corpo virá,
para Ibicaraí, com destino a
Paróquia Senhor Deus Menino,
onde será realizada 
uma Missa, às 13:30 h. 

Às 15 horas, o corpo seguirá
para o Cemitério São João Batista.


CARAVANA DA LEITURA























Hoje a Caravana da Leitura estava fazendo a alegria das nossas crianças da rede municipal.

Parabéns para a Secretária de Educação e Equipe.

Dia 20 de outubro de 2017, inauguração da reforma da Biblioteca Pública Municipal, Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos.

sábado, 14 de outubro de 2017

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Nota de Esclarecimento

( Foto: Blog Bahia Extra)

Alessandra Brandão

Na condição de Secretária de Assistência Social do Município de Ibicaraí e Primeira Dama do município gostaria de me dirigir à população de nossa cidade a fim de esclarecer a verdade a respeito de algumas falsas acusações que me foram feitas recentemente. Começo dizendo que sempre tive respeito pelos direitos das pessoas de todas as classes e condições sociais, pois entendo que todos nós somos iguais perante Deus, de quem eu procuro me aproximar mais a cada dia.
Quanto à distorção dos fatos que realmente aconteceram no Hospital Arlete Maron de Magalhães, afirmo ter a plena convicção, confirmada por testemunhas, que não busquei qualquer espécie de atendimento médico privilegiado, tentando utilizar a condição de estar Primeira Dama. Sou servidora pública, professora licenciada de um município vizinho e as pessoas que comigo convivem conhecem meu proceder no trato com alunos, pais e colegas de trabalho.
O que me surpreendeu, além das falsas acusações, foram as atitudes e as duras palavras proferidas por pessoas que não me conhecem, mas mesmo assim sequer tiveram a iniciativa de me procurar para ouvir a verdade dos fatos ocorridos, passando a atacar minha conduta como servidora pública e meu proceder como pessoa que mantém princípios cristãos.
Da minha parte, apesar dos ataques injustos, em nenhum momento fiz uso das redes sociais para proferir ofensas, ao contrário do que tem feito um grupo de pessoas que foram derrotadas nas eleições e aparentemente estão desesperadas, pedindo e pagando as pessoas para compartilharem inverdades sobre minha conduta. Minhas palavras sobre esse assunto nas redes sociais se limitarão a essas e no que for cabível, tomarei as devidas providências legais contra os que tentam, em vão, atingir a minha honra, minha vida particular ou profissional.
Tais manobras de pessoas que não querem o bem dos outros não serão capazes de impedir meu empenho de trabalhar em prol do município, como venho fazendo, dentro de minhas possibilidades e limitações. Prova disso é que, agora na semana que se inicia, estarei com a equipe da Assistência Social entregando 50 enxovais e 24 books para pessoas que mais necessitam da assistência e atenção do município. Também estaremos envolvidas na comemoração do Dia das Crianças na sede do município, depois de ter feito a comemoração nos distritos. Além disso, teremos novamente que fazer os preparativos para a vinda, mais uma vez, do SAC Móvel, possibilitando que os cidadãos possam tirar documentos importantes e necessários sem a necessidade de sair da cidade.
A melhor resposta que se pode dar aos que não querem o bem da cidade é a apresentação de cada vez mais ações que beneficiem a todos, mas, em especial, à população mais carente. Pessoas comprometidas com o trabalho e preocupadas em ajudar a outras pessoas não têm tempo de ficar em redes sociais lançando ofensas e inverdades contra quem quer que seja.
Concluo, se necessário, pedindo desculpas a qualquer profissional que tenha se sentido de qualquer maneira ofendido pelo fato de ter sido solicitado a vir até o veículo, no estacionamento do hospital, aferir a minha pressão, esclarecendo que só não saí do carro por estar sentindo muitas dores, mas que, em momento algum, cheguei a pensar que isso seria interpretado como uma atitude de desrespeito ou de busca de atendimento especial. Tal equivocada interpretação causou estranheza a mim e aos que me conhecem. Continuo me colocando a serviço da população ibicaraiense e quero dizer que o trabalho não para, pois quem tem Deus atravessa as tempestades - e até mesmo os ataques dos falsos políticos-, de pé e de cabeça erguida.

Alessandra Brandão

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

DOUTORA DENUNCIA DEMISSÃO

  Drª. Mabel Andrade, neurologista.

Em minha carreira de médica me deparo com algumas situações que me desanimam. Fui chamada para ser Plantonista no hospital de Ibicarai, que entre os médicos , tem uma péssima fama de pagar muito abaixo do valor normal , desvalorizando nosso trabalho . Ainda assim fui. 
Por onde passo sou conhecida como “ chata” , mas somente por aqueles que fingem trabalhar , porque quem “ chega junto” , normalmente não me quer longe . Sou do tipo que faço meu trabalho com amor , humanizado , comprometida , não falto, não chego atrasada, trato pacientes como se fossem conhecidos . E cobro da secretaria de saúde atitudes. Além
Disso , como neurologista , trouxe pela primeira vez na história do município , um atendimento de Neurologia pelo SUS. Recebi várias visitas de vereadores nos meus plantões elogiando meu trabalho . Nunca na minha carreira fui demitida, pelo contrário, quando acho propostas melhores , deixo sempre uma porta aberta para retornar . 
Fui orientada a trabalhar no município por uma missionária da igreja que é amiga da família, pelo fato do gestor e sua esposa também ser evangélicos . Mas me deparei com alguns absurdos que a população precisa saber . Me deparei com um
Salario vergonhoso .Andando  aí do lado em st Cruz da vitória , floresta azul, itape, barro preto já podemos ver a discrepância nos valores dos salários . Me deparei com pacientes internatos por 60 a 90
Dias com apenas uma pendência para resolver seus problemas , um simples torpedo de oxigênio, ou às vezes um exame que custa 90 reais mas que ninguém resolve . Me deparei com paciente vítima de parada cardíaca , onde me envergonhei por estar naquele local , porque o desfibrilador não funcionava, o ambu para ventilar não funcionava , o tubo para entubar fora da validade , entre outros absurdos . Registrei tudo isso em livro de ocorrência , que provavelmente irá sumir a partir desse momento , mas eu tirei uma cópia , além de comunicar as diretorias de enfermagem e administrativa . Nada foi feito . 
Em meio à tantas coisas realmente sérias , não prezando pela qualidade , mas sim pelo poder , a primeira dama esteve presente em meu último plantão . Por volta das 21hs, primeiro fez p guarda abrir as portas do fundo , já trancadas esse horário por questão de segurança , mas a mesma não queria entrar pela porta da frente e ser vista . Exigiu que a enfermeira fizesse um trabalho fora da obrigação Dela, que foi olhar a pressão da primeira dama dentro do seu carro . Neste momento fui informada que a mesma estava no hospital para ser atendida , desci para o consultório imediatamente para atende-la , porque é lá que atendemos TODOS os pacientes . Por questão de estrutura, e higiene . Haviam 2 únicos pacientes nesse momento aguardando . Aguardei A primeira dama Alessandra  para o atendimento  , quando fui informada que a mesma foi embora e se recusou a ser atendida no consultório onde as outras pessoas são atendidas. 
Em toda minha carreira nunca vi nada parecido , atendo nos hospitais prefeitos , pai de prefeito , filhos , todos  com muita humildade . No dia seguinte o prefeito ligou para o hospital para confirmar se neguei mesmo “  atendimento especial “ a primeira dama , e imediatamente emitiu minha demissão. Sem se preocupar com a qualidade do meu serviço , que pode ser provado pelos pacientes e equipe , mas sim em abuso de poder.   Em conversa com a mesma , foi totalmente contraditoria, primeiro disse que estava com uma roupa inapropriada , porém estava acompanhada de dois homens , o secretário de financias e um outro que não conheço . Tenho certeza que a equipe e os dois únicos pacientes ali , não iriam olhar sua roupa . Depois mudou a conversa e disse que não foi para ser atendida por mim, mas foi esse o recado que a enfermeira me deu , e foi essa a pergunta que o prefeito no dia seguinte fez antes de me demitir . 
Não fiquei revoltada com o emprego, apesar de gostar muito da equipe, mas é uma região onde não investe na saúde e torna praticamente impossível realizar um bom trabalho , mas me chateei com o absurdo que foi a situação , Ainda mais vindo de pessoas evangélicas , que há pouco tempo não tinham absolutamente nada . Mas já com poucos meses abusam
Do poder dessa forma ao invés de se preocupar com o que realmente é importante , como o material em casos de parada cardíaca que faltam, ou exames de valores irrisórios que mantém pacientes por meses internados. Não adianta visitar assentamentos , fazer um trabalho “ social “ , se na oportunidade que tem, abusa de um poder que aliás, não tem . Digo , que graças a Deus , prefeitura passa, uns 4 a 8 anos no máximo , mas eu, devido à todo meu estudo e esforço , permaneço médica e neurologista pelo resto da minha vida . E continuo a fazer meu trabalho , de forma particular no
Município . O caso será devidamente denunciado ao
Ministério público .

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

AO MEU AMIGO CALAZANS

Meu amigo e grande Jornalista Calazans.
Eu nunca fiz campanha para colocar nome de familiares em espaço público, mesmo achando que mereciam.
Vc deve falar com a ex vereadora Adriana Assis, que colocou o nome da antiga Rua Brigadeiro Eduardo Gomes, Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos, que foi aprovado por unanimidade dos Edis e sancionada pelo Prefeito Leonildo Santana, anos depois Adriana Assis foi autora da mudança do pedacinho na antiga Rua Tiradentes, que de tão pequena, perdeu o status de Rua e virou Travessa Profº. Oscar de Queiroz Matos, que infelizmente vc não conhece a história dele.
O então Prefeito Lenildo me comunicou que iria vetar.
Aí eu realmente achei deselegante da parte dele.
Ele acabou não sancionado e perdeu o prazo de Veto.
Conforme a Lei, o presidente da Câmara Ceone foi quem sancionou.
Só para seu conhecimento, a primeira tentativa de homenagear meu querido e amado pai, foi do ex presidente da Câmara, Pedro Francisco que me comunicou que iria trocar o nome da Av. São Vicente de Paula, por Profº. Oscar de Queiroz Matos.
Acabou o mandato de Pedro e ele não cumpriu o seu desejo.
Eu realmente se tivesse esse poder que vc me outorgou colocaria numa Avenida ou Praça.
Só mais uma informação.
O ex vereador Valter da Farmácia iria colocar o nome do Profº. Oscar num Bairro, mas foi impedido por forças "ocultas".
Outro detalhe, quando minha mãe foi vereadora e os primeiros mandatos do meu pai, não havia Salário. Muito pelo contrário, se gastava sem reembolso.
Mas foi boa a lembrança, pois nem a Prefeitura e nem a Câmara que aprovou teve o cuidado de cumprir a Lei.
Continuam usando no papel timbrado o nome antigo.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

NOTA DE FALECIMENTO


Vivaldo Alves de Assunção, (Beijú)

* 26/03/1947
+ 24/08/2017

Lamentamos o falecimento do ex-Vereador,
Cabeleireiro e Barbeiro Vivaldo Alves de Assunção,
o popular Beijú.
Nosso amigo Beijú, era proprietário de
uma Barbearia na Trav. Francisco Silva,
conhecida como Beco do Cochicho.
O corpo está sendo velado na
Mortuária Nova Vida,
na Av. São Vicente de Paula e 
o sepultamento estar previsto para 
amanhã às 8 horas da manhã.
Vá com Deus amigo.

sábado, 22 de julho de 2017

IBICARAIENSE LANÇARÁ LIVRO EM ITABUNA

  
Joselito dos Reis


      Com prefácio do professor Raimundo Osório do Couto Galvão e apresentação do jornalista Nilson Andrade da Silva, ambos já não mais entre nós, o poeta e jornalista Joselito dos Reis lança o seu primeiro livro de pensamentos e poesias, intitulado Grito Sem Eco, programado para o dia 27 deste mês, às 19h, no Centro de Cultura Adonias Filho, em Itabuna.
O livro conta ainda com as participações dos jornalistas: Rosi Barreto, Waldyr Montenegro, Odilon Pinto, Paulo Lima e da professora Zélia Possidônio que também é poeta e atriz, aparecendo com uma reflexão e um grito existencial num mundo perdido pelo individualismo e pelo consumismo.
Com uma tiragem de mil exemplares, numa produção independente, o poeta que esperou 36 anos para lançá-lo, diz que a publicação do livro só foi possível devido a sensibilidade e a colaboração direta do empresário Delson Mesquita, da Editora e Gráfica Mesquita, que ofereceu o apoio decisivo e embarcou de cabeça no projeto editorial, cuidando dos detalhes e da arte final.  
O poeta diz ainda, que o livro tem esse título – Grito Sem Eco, porque no passado cada pessoa no campo ouvia o eco do seu próprio grito transpirando nos vales e montanhas, o que não acontece nos dias de hoje devido a poluição que impregnou nossas ruas ou até mesmo o nosso espaço sideral infestado de gadgets e equipamentos dos mais diversos. 
“Ao leitor, cabe adquirir o livro e descobrir muitos outros conceitos que transcendem aos limites de uma poesia lírica, romântica, social, sempre numa linguagem clara e direta, que perpassa de forma transversal o campo das metáforas, para, com certeza, sensibilizar mais ainda aqueles que buscam a essência das coisas e são sensíveis ao universo que nos cerca”, diz o poeta que espera construir em cada leitor um amigo e um portal para a difusão e troca de ideias sem perder a dimensão maior da poesia que nos une e nos torna humanos e fraternos.  

segunda-feira, 17 de julho de 2017

DANIEL ANDRADE FEZ 91 ANOS

Parabéns e muitas felicidades Sr. Daniel

Sr. Daniel entre os seus filhos
Marizinha e Juliel
       Exímio caçador, Daniel Andrade do Nascimento, 
 foi por vários anos funcionário do Centro Educacional       de Ibicaraí, onde chegou a ser Patrono de uma das
turmas de formandos que lhe fez
uma grande homenagem.

Viúvo, pai de 11 filhos, Sr. Daniel
recebeu o carinho dos filhos e amigos
no domingo dia 16 de julho de 2017,
no Whiskrytório ao som de Jerry Adriane Lino.

Parabéns e muitas felicidades amigo.



OS 90 ANOS DE DIOSTÉLIA


PARABÉNS E MUITAS FELICIDADES DIOSTÉLIA
Nossa amiga Diostélia Mendes de Sousa 
fez os seus bem vividos 90 anos no dia
30 de março de 2017, mas sua querida
filha Alberina, veio de São Paulo,
só para organizar a festa de comemoração.
Alberina alugou um espaço de eventos e
no dia 15 de julho de 2017, fez uma 
linda festa para os familiares e
alguns amigos com música ao vivo.
Diostélia, é uma guerreira que sempre lutou 
para criar os seus dois filhos e um sobrinho. 
Professora leiga durante anos na Zona Rural e 
no Bairro Capa Bode, depois Bode Capado, e 
hoje, Sempre Viva.
Depois de madura, a convite e apoio da 
Profª. Waldyr P. Montenegro Matos,
estudou até se formar no Curso Normal Noturno.
Com a sua sogra, aprendeu a "aparar crianças",
chegando a fazer mais de 100 partos na cidade.
Além de parteira e Professora formada
preferiu continuar como eximia costureira, 
onde se especializou em fazer cortinas
que embelezou dezenas de casas
da alta sociedade ibicaraiense.
Amiga fiel, sempre que vai a Salvador,
visita os amigos Drº. Armando Miranda,
Drª. Silvia e Terezinha dos Correios.
Em Ibicaraí, sempre visita os amigos,
como visitava a amiga 
Profª. Waldyr Pinto Montenegro Matos, 
Profª. Lourdes Brandão e
atualmente Drª. Susana e Elizabeth Matos.
Infelizmente não tivemos condições de 
comparecer a esse grande evento.
Desejamos a Diostélia muitas felicidades
e que o Senhor Deus Menino, 
continue lhe iluminando e 
amparando.
Alberina e sua filha Beatriz

Diostélia com seu filho Alberone e
o amigo José Barreto

Eu e a amiga Diostélia

Diostélia dançando com
o seu filho Alberone


Diostélia com a neta 
Laura Nunes de Sousa

As netas Daniela e Beatriz

Diostélia com a amiga Judite
e a filha de Profª. Lourdes Brandão,
Gal e Magela.

Diostélia e amigas

Diostélia e algumas pessoas
que ela "aparou" nos partos
que fez.

Diostélia com a amiga Drª. Susana e irmãs



sábado, 15 de julho de 2017

OS 95 ANOS DE ADEMARZINHO

Waldyr Montenegro e Ademarzinho Barbeiro
Encantado com a tecnologia ao permitir essa selfie, 
Ademar Pereira da Silva, (Ademarzinho)
um dos mais antigos Barbeiros de Ibicaraí,
completou no dia 14 de julho, 95 anos de
idade registrada. Isso mesmo, no registro,
pois ele garante que quando foi registrado 
devia ter pelo menos 10 anos de idade.
Católico Apostólico Romano,
disputou, mesmo contrariando a sua vontade,
a Presidência do Centro Espírita Fé,
Confiança e Humildade, sendo eleito
com um número esmagador de votos.
Construiu o prédio do Centro Espírita,
na Av. Profº. Otávio Monteiro, comprou
o terreno ao lado e ainda conseguiu,
através do Vereador Adventista do
7º Dia, Eliezer Gosmes de Souza,
uma subvenção mensal aprovada
pela Câmara e sancionada pelo
Prefeito Católico, Drº. Manoel de
Carvalho Batista, (Drº. Nelito).
Vivenciou e é conhecedor de muitas histórias
sobre Ibicaraí, desde os tempos de Palestina,
pois os Coronéis, Médicos, Advogados,
Professores, Vereadores e Prefeitos,
sentavam em sua cadeira de Barbeiro
com muita frequência, pois
a clientela era bastante exigente 
e confiava na sua tesoura e
na sua navalha, sempre afiada.
Foi um dos defensores da criação,
e da construção do Montepio 
dos Artista, sendo inclusive 
 Presidente da Instituição. 
Na sua simplicidade e muita discrição,
conquistou o coração de Léo,
(Profª. Leonídia Honório), 
com quem conviveu por
muitos anos com muita cumplicidade
e harmonia até o seu desencarne recentemente.
Agradecemos ao grande profissional 
e cidadão de bem que é o 
nosso amigo Ademarzinho
os "dedos de prosa"
nos finais da tarde em sua residência.
Parabéns e muitas felicidades amigo.




sexta-feira, 7 de julho de 2017

70 ANOS DE RAFAEL DA FARMÁCIA

Rafael Oliveira Santos, sua esposa Nice e
sua comadre Clécia Silva
Nosso amigo Rafael Oliveira, 
o popular  Rafael da Farmácia, 
completou hoje 70 anos.
Com 6 anos de idade eu já tomava
injeção na antiga Farmácia Pires,
aplicada pelo "Dr. Rafael".
Mesmo não sendo formado em 
nível superior em Farmácia ou
Medicina, muitos Médicos conceituados
da cidade, sempre respeitaram o
conhecimento prático desse cidadão.
Seus clientes, mesmo passando pelo
Médico e com a receita na mão, 
só confia na opinião deste grande 
ibicaraiense, que cansa de abrir a 
sua Farmácia na madrugada,
para vender um medicamento
fiado sem fazer cara feia.
Além de excelente profissional
Rafael sempre participou 
ativamente da sociedade ibicaraiense,
onde foi um dos melhores 
presidentes do Clube dos Comerciários
de Ibicaraí e Vereador Municipal.
Marido exemplar, pai presente, 
avô babão e amigo de todas as horas.
Receba o carinho de sua esposa
Eleonice Tavares Santos,
os agradecimentos dos seus filhos:
Rafael Oliveira Santos Filho;
Ely Tavares Santos e 
Fábio Tavares Santos.
e o beijo fraterno
dos seu netos.




terça-feira, 28 de março de 2017

PARABÉNS E MUITAS FELICIDADES VALTER DA FARMÁCIA

Valter da Farmácia
"HOJE É MEU ANIVERSÁRIO,MAS UM ANO VIVIDO, 49 ANOS DE MUITAS LUTAS E VITÓRIAS, AGRADEÇO A DEUS A MINHA FAMÍLIA E A VC MEU AMIGO QUE SEMPRE APOIOU EM TUDO EM MINHA VIDA..Eu fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita
Viver
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz
Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita
Viver
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz"

100 ANOS DA PROFª. WALDIR

100 ANOS DA

PROFª. WALDIR PINTO 

MONTENEGRO MATOS


Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos

         Isso mesmo. Se estivesse ainda encarnada entre nós, hoje, 28 de março de 2017, a Professora Waldir Pinto Montenegro Matos, estaria comemorando o seu Centenário.
Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos, filha de Francisco Pinto Montenegro e Rita Moraes Montenegro, nasceu no Sítio Lameirão, no Município de Caetité-BA, no dia 28 de março de 1917.


         Aprendeu as primeiras letras, tabuada e contas, com sua mãe Ritinha.
         Aos 20 anos, foi lecionar na Vila de Santa Rosa de Condeúba, iniciando a sua vida acadêmica, primeiro como professora do município e, em 1938, participou de um Concurso realizado pelo Estado para professores leigos, ficando entre as cinco primeiras colocadas, foi contratada pelo Estado, sendo nomeada em 6 de maio de 1938, para lecionar na Escola Estadual de São João do Alípio, do Município de Condeúba.


Profª. Waldir Pinto Montenegro
         
      A Profª. Waldir Montenegro, casou no dia 27 de fevereiro de 1940, com o Profº. Oscar de Queiroz Matos, filho de José de Queiroz Matos, irmão do Cel. Horácio de Matos, e Virgilina Maria de Jesus.
         Após o casamento foram morar em Santana-BA, no Distrito de Penamá, hoje, Município de Serra Dourada-BA, onde o Profº. Oscar lecionava. No dia 11 de março de 1941, nasceu o seu primogênito que recebeu o nome de Osdyr, anagrama de Oscar e Waldir, que formou-se em Odontologia.   


Profª. Waldir, 


Osdyr, com 11 meses de idade 

e Profº. Oscar
        
               De Serra Dourada, foram morar no Distrito de Açude de Macaúbas, onde nasceu a sua primeira filha chamada Walmar, que veio a falecer poucas horas após o seu nascimento.

Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos,
sentada do lado esquerdo do seu esposo,
Profº. Oscar de Queiroz Matos,
e seus alunos de Livramento-BA
                  Em seguida moraram em Livramento-BA, onde nasceram mais três filhos chamados: Walmar – junção de Waldir e Oscar, formado em Geografia, Magnólia, graduada em Medicina, com especialização em Anestesia, e Osdymar – anagrama de Osdyr e Walmar, Bacharel em Direito.


Profª. Waldir com alguns colegas professores e a

primeira turma do Ginásio 14 de Agosto.

         Com a criação do Ginásio 14 de Agosto, veio morar em Ibicaraí-BA, chegando no dia 13 de abril de 1954, para lecionar as disciplinas Geografia, História Geral e do Brasil, deixando a sua família na cidade de Livramento.
         Morou na casa da senhora Edite Costa e em um evento em comemoração do aniversário do Padre Raimundo Araújo, reencontrou três grandes amigas, conhecidas na cidade de Condeúba, as irmãs Edite, Eulinda e Zení Castro que ofereceram os seus préstimos.

Profº. Oscar e Profª. Waldir

Família Montenegro Matos

         Um ano após, chegou em Ibicaraí o seu esposo Profº. Oscar, exercendo a função de Diretor das Escolas da sede de Ibicaraí e em seguida foi nomeado Delegado Escolar, juntamente com os seus quatros filhos legítimos, Osdyr, Walmar, Magnólia e Osdymar (Dima) e duas filhas de criação, Eduarda Maria da Silva e Jacy Josefa Vieira.

Profª. Waldir e Profº. Oscar

com alguns alunos da primeira turma

da Academia de Educação Montenegro

         Após o Ginásio 14 de Agosto, fundou no dia 18 de março de 1956, a Escola Comercial. Na sequencia a Escola Técnica de Comércio, Escola Normal de Ibicaraí, Escola Técnica de Ibicaraí, Ginásio Secundário de Ibicaraí, Escola de Enfermagem e Núcleo Avançado, que se fundiram-se em uma só instituição, que passou a ser chamada de Academia de Educação Montenegro – Academia porque significa lugar onde se ministra instrução e Montenegro sobrenome da sua família.

Formatura da Profª. Waldir

em Técnico em Contabilidade

         O grande orador professor Plínio de Almeida, foi convidado para abrilhantar com a sua oratória, as comemorações de um ano da criação da Escola, no Clube Social de Ibicaraí, evento que a Profª. Waldir não pode comparecer pois no dia 18 de março de 1957, nascia o seu caçula que recebeu o nome de Waldyr Montenegro Matos Júnior – Relações Públicas, Jornalista e Publicitário.
         Política atuante, foi a primeira Vereadora eleita no Município de Ibicaraí, de 1959 a 1962, juntamente com a professora Zilda Mascarenhas.

Portaria de Reconhecimento do
Curso de Educação Física

Liderou o primeiro e único “Impeachment” realizado no Município de Ibicaraí, afastando o segundo Prefeito por improbidade administrativa.
         Aos 58 anos, resolveu fazer o Concurso Vestibular na antiga FESP – Federação da Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna, hoje, UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz, sendo aprovada no curso de Pedagogia, ao qual concluiu com louvor.
                 A Prefeita Monalisa Tavares, homenageou a Profª. Waldir, dando o seu nome ao Núcleo de Educação Permanente, do Hospital Arlete Maron de Magalhães.


         Empreendedora incansável, idealizou e fundou em 1989, a primeira Faculdade de Educação Física particular do interior do Estado da Bahia, em Ibicaraí-BA, no meio de 417 Municípios baianos. Seis meses após, em 1990, a Faculdade de Educação, com o primeiro Curso de Pedagogia e em 1999 os primeiros Cursos de Secretariado Executivo Bilíngue, e Turismo, ambos bacharelados.

Profª. Waldir e seu patriotismo

         Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos, sempre foi muito perseguida no Sul da Bahia, sendo considerada como forasteira e discriminada como Mulher e Professora, pelos Coronéis do Cacau, sem se deixar abater e vencendo a tudo e a todos com dedicação, trabalho, honestidade e muita probidade.
Profª. Waldir

         Na fachada da Academia de Educação Montenegro sempre mandava pintar em dois livros abertos as seguintes frases: “SEM AS LETRAS A VIDA É MORTA” e “ABRIR ESCOLAS PARA FECHAR PRISÕES”.

         Sob a supervisão da Profª. Waldir, de 1956 até o ano 2000, passaram 31.176 alunos pela Academia de Educação Montenegro.
            O Vereador Givanilson Francisco dos Santos, (Van Transportes) homenageou a Profª. Waldir, colocando o  seu nome na Biblioteca Pública Municipal de Ibicaraí.

O Prefeito Lenildo Santana,

reformou a Biblioteca Profª. Waldir,

em 07 de Setembro de 2010.


         Infelizmente no dia 11 de outubro de 2011, desencarnou aos 94 anos e 7 meses, de trabalho incansável em prol da Educação de Ibicaraí, da Bahia e do Brasil.
               A Vereadora Adriana Assis, foi a autora do Projeto de Lei nº. 0917, de 11 de outubro de 2013, que alterou o nome da Rua Brigadeiro Eduardo Gomes, para Profª. Waldir Pinto Montenegro Matos.
               

         Obrigado Mainha.